Passo a Passo do Diagnóstico Pré-Implantacional

Blastocisto
O blastocisto é um embrião com cinco a seis dias de desenvolvimento in vitro (contando a fertilização como “dia um”), mas, eventualmente, alguns só se desenvolvem no dia sete. Hoje já se sabe que este é o melhor estágio para se realizar a biópsia do embrião para o diagnóstico pré-implantacional.

Blastocisto_expandido

O primeiro passo é fazer uma abertura na zona pelúcida do blastocisto com um equipamento a laser acoplado ao microscópio. A partir do orifício criado, é feita a extrusão apenas de uma parte do embrião chamada trofectoderma, cujas células dão origem aos anexos (placenta e vasos sanguíneos, para a comunicação mãe-feto). A massa celular interna do embrião, cujas células dão origem ao feto, deve ser preservada ao máximo.

Ficha 1911 embr 2a

As células do trofectoderma extruídas são retiradas…

Ficha 1911 embr 2b-1

O embrião biopsiado é congelado, para esperar o resultado genético.

Ficha 1911 embr 2c

O material genético do núcleo das células biópsiadas (retiradas) é analisado no laboratório de genética.

Se o laudo identificar o embrião como geneticamente normal, será descongelado para ser transferido para o útero, dentro da programação estabelecida pelo médico.